20/12/2010

Ano "novo".

Ano novo. Nova fase na vida, oportunidade de realizar tudo o que não se concretizou até agora.
É o que todos esperam. Esperança. De ser melhor, de viver melhor. Acordar mais cedo, aproveitar mais o dia. Ganhar mais.
O novo emprego, a posição mais elevada. Mais dinheiro, mais trabalho.
Ter mais tempo. Se cuidar de verdade. Comprar aquele eletrônico caro. Viajar para uma praia e ficar sem fazer nada por uns dias, algumas horas. Estudar mais. Ter mais trabalho. A fama.
O reconhecimento profissional que não teve no outro ano. Ah! Aquele "Cruzeiro" da televisão... Consertar as coisas quebradas em casa. A reforma. Mudar de curso, começar um novo curso. Finalmente entrar para academia e melhorar o físico. Iniciar uma poupança e apostar no novo governo.
Esperança de novo. Acreditar em um período melhor. Torcer para ver aqueles amigos que tem saudade. Passar mais tempo com a família. Ter realmente tempo. Comprar mais um imóvel, ou o primeiro. Apostar um dinheiro em alguma aplicação e ter mais rendimento.
Respirar ar do campo, sair da cidade e do escritório nos feriados. Dormir até um pouco mais tarde no fim de semana, ou acordar mais cedo e caminhar na praia, na praça, no parque.
Amar. Ser amado incondicionalmente.
Sair do desemprego, ter mais chance. Terminar o curso. Modificar a vida. Para alguns, se casarem e serem felizes, para outros, continuarem solteiros e serem também felizes, e para outros ainda, terminarem o relacionamento que lhes impede a felicidade.
Ser verdadeiro. Não mentir para si e muito menos aos outros, ou, mentir um pouco menos este ano.
Aproveitar as horas do dia. Dizer palavras de cortesia. Mudar o corte de cabelo. O peso do corpo. Atingir aquelas metas da reunião do ano passado e deixar o chefe mais sorridente.
Ir mais ao cinema. Ler jornal. Saber sobre política. Freqüentar mais festas. Se divertir mais este ano. Feriado prolongado... aproveitar e colocar a casa em dia, visitar os parentes que moram em outra cidade. Estar com os pais, demoradamente como se fosse uma das primeiras vezes.
Colocar o filho para dormir, mas não antes de brincar um pouco com ele, sem pressa, sem olhar no relógio.
Um passeio com os netos. Pipoca e risadinhas, sem falar nos doces que só as/os avós/avôs nos apresentam.
Pegar carona com o amigo de trabalho. Encher a casa de flores. Demitir de vez, a solidão, que nos habita durante o dia.
Dar o primeiro banho no bebê, fazer a primeira foto. Escutar o coração do filho que ainda não nasceu. Saber que ele será homem/mulher, que tem saúde. Olhar com fé para o médico e saber que seu filho é mesmo um bebê perfeito.
Assistir um filho ganhar uma medalha. Torcer naquele jogo e ver o time campeão.
Correr na calçada para não pegar tanta chuva ou, chegar ensopado em casa de tanta água no caminho.
Decorar a casa. Saber que terá um filho. Rezar por alguém melhorar de saúde. Ser capaz de dar uma força braçal na mudança de um amigo.
Poder emprestar aquele dinheiro e esperar para que lhe devolvam.
Investir em algo novo, acreditando no resultado.
Perder. Mas saber perder. Ir ao Teatro. Jantar aquele "prato" caríssimo.
Reunir amigos em casa. Rir muito ao lembrar de gafes passadas.
Se diplomar. Terminar aquela tese. Escrever o livro. O artigo que todos esperavam. Contribuir a alguma Instituição de caridade.
Olhar de frente as pessoas que tenham te feito sofrer. Saber perdoá-las.
Conhecer os momentos tristes das pessoas que ama para saber confortá-las, se não for possível deixá-las sorrindo.
Fazer compras de supermercado. Apreciar a oportunidade de ficar sozinho, não por muito tempo, mas o suficiente para aquela paz interior que às vezes, se faz necessária.
Sonhar enquanto dorme. Acordar e lembrar de tudo. Ou sorrir pelo que se lembra, ou chorar de emoção porque queria que fosse verdade.
Conversar com Deus. Mas ter tempo de falar com Ele. Assim como Ele tem todo o tempo de cuidar de cada um, sem pressa.
Pular de asa delta. Praticar aquele esporte radical de que sempre fala.
Viver em tal plenitude, que sinta o ar saindo de cada pedaço do corpo. Ter aquele momento único que faz a respiração parar por alguns segundos, e depois, faz o coração bater descompassado até se refazer novamente.
Sentir a mãozinha de uma criança em seu rosto. E apenas gostar desta sensação.
Tirar a carteira de motorista. Comprar o primeiro automóvel.
Vender algo que gosta muito para melhorar a situação financeira.
Fazer aquele faxina de gaveta: jogar as mágoas que continuam lhe perturbando fora. Definitivamente, parar de pensar nelas.
Escolher melhor os alimentos. Apreciar cada pedaço. E acima de tudo, sempre agradecer pelo que se come.
Abraçar alguém com muita força. Dar aquele telefonema de que sempre lembra, mas não faz por falta de tempo. Escrever aquela carta ao amigo distante. Manter contato com os primos. Procurar de uma vez aquela pessoa que fica em sua cabeça e que você se pergunta sempre "como ela estará?”.
Renunciar um tempo de sua vida e dedicar este tempo ao seu semelhante, por pura vontade.
Ter prazer no que se faz. Deliberadamente, deixar o prazer de viver tomar conta do coração.
Vibrar ao saber do sucesso de alguém que ama, ainda que seja um amigo que vai ficar longe de você por uma viagem de negócios, por exemplo.
Jogar jogos infantis com a mesma vivacidade infantil que tinha há alguns anos.
Dizer não. Aprender a não ter medo de dizer não a situações inconvenientes com seu estilo de vida.
Ter fé. Crer em Deus. Arrumar de vez aquele canto da casa que está sempre fora de ordem.
Doar o que não usa. Dar a oportunidade de outra pessoa utilizar aquilo que está anos guardado no armário sem ser útil.
Plantar algo se mora em casa. Se morar em apartamento, colocar mais vasos nele.
Tomar coragem e começar aquele curso de idioma que sabe que precisa.
Ir à consulta médica para se prevenir. Se preservar.
Admitir primeiro a si, e depois ao outro, quando cometer um erro. E não se martirizar por isso, não sentir vergonha, apenas saber que da próxima vez, não o cometerá novamente.
Ir a Igreja, ou a Sinagoga, ou a Casa Espírita, ou ao Templo, o importante é pisar em um solo que considerar sagrado e rezar.
Diminuir as manias, principalmente aquelas de que não se orgulha e observar o resultado desta mudança.
Ser tolerante consigo, e com os outros, seja de que idade estes forem.
Calar, de vez em quando, em vez de gastar o verbal inutilmente. O silêncio é uma prece.
Ter muita paciência com situações que estão fora de alcance, e que não dependem exclusivamente de você.
Se despedir literalmente de relacionamentos que não lhe tragam benefício emocional algum, e admitir-se em relacionamentos onde enxergue a verdade emocional intensa.
Ter cuidado. Sonho e ilusão não são sinônimos. Sonhar é sadio, se iludir ou iludir a alguém, é perverso.
Ouvir música. Se não puder ouvir música sempre que desejar, cante. Cantar para sua alma, deixará o coração mais forte.
Chorar de saudades de alguém que não está no Planeta, sem, contudo, desejar que volte. Deseje que esteja com muita luz onde estiver.
Ser positivo, para você, diante do espelho, quando sabe que aquele dia que mal começou terá uma parte difícil para passar.
Saber conversar com o chefe, tocar no assunto “promoção”. Questionar tuas prioridades e compreender o que não te faz falta.
Tratar igualmente os subordinados. Todos os seres vivos do planeta merecem seu lugar nele, por piores que possam se comportar aos olhos nossos.
Ser menos crítico. Relaxar quando dá errado. Tudo na vida tem uma razão de ser.
Sentir saudades de casa e da rotina, e querer voltar ao que era antes, mas refletir e perceber a tempo de não enlouquecer, que a nova fase em que se está tem um motivo, ao qual você escolheu.
E finalmente, se arrepender de tudo aquilo que ainda não fez ao invés de se arrepender do que já foi feito.
É o que representa um novo ano, em minha vida e o que desejo a você.

14/12/2010

Twenty one messages...

("Estes recados são para aquele que fez um dia, a menina flutuar, e que agora, faz levitar a mulher que ele despertou...):

1 - Quero te agradecer pelos momentos intensos de prazer e sentimentos que eu tenho vivido ao teu lado. As imagens expressam um pouco do que eu sinto quando estou contigo. São momentos onde sentir seu gosto é imprescindível...


2 - ...onde sentir seu toque é fundamental. Momentos onde são iluminados como estrelas, pelo reflexo do meus olhos nos teus. É pura paixão, carregada de uma outra gama de emoções à flor da pele... momentos onde o pensamento flui ao passado muito distante e o tempo voa...! Onde o reencontro premia nossos corpos. E silencia nosso coração com nosso abraço.


3 - Quero ser tua eterna musa das belas melodias que compões, e tocar teu coração fundo, assim como sua voz, toca o meu...


4 - Que neste misto de magia e amor que temos, pensemos em momentos auspiciosos, nos quais estaremos juntos, na alegria, mas também, em qualquer revés!



5 - Que nossas futuras noites, sejam pautadas por carinho, ternura e muita compreensão. Ensejo, que a volúpia se mantenha entre nós, tanto quanto nosso respeito um pelo outro...


6 - Que nossas manhãs sejam iluminadas por uma esperança duradoura de dias cada vez melhores.  Onde sorriremos cada vez mais cúmplices, mesmo à distância...


7 - Que nosso “fogo” jamais se apague seja onde for. Que a chama de nossa paixão perdure e nos
 aqueça sempre! 


8 - Que nossos sentimentos sejam ternos e resistentes como as cachoeiras!



9 - Que nossos desejos sejam aflorados totalmente, até a última gota...



10 - ... e que nossa entrega seja completa! (com uma lucidez silenciosa peculiar...)



11 - Que nossos corpos queimem até a exaustão do prazer à dois.



12 - Que continuemos sendo o encaixe perfeito!



13 - Que tuas horas, sem a minha presença, tardem...

 


14 - Que juntos, nos sintamos plenos como um belo amanhecer!



15 - Cuide de meu coração com dedicação...



16 - Que eu tomarei conta bem direitinho do teu!

 


17 - Que a luz do nosso amor seja mantida....

 


18 - ... que ela possa curar nossas mágoas do passado e refazer nosso coração à prova de qualquer dificuldade!



19 - Que eu, finalmente , seja a peça que faltava no seu quebra cabeça da vida...



20 - Que você, me envolva, cada vez mais, no laço do teu sentimento e transforme o meu, para sempre!



21 - Que nosso afeto, seja abençoado por Deus e seja uma crescente, que renderá os mais belos frutos jamais vistos! (Mas só porque, eu te adoro muito amor...!)"



Ele fechou seu netbook, sorridente, sentado na praça londrina.
Olhou no relógio, e tratou de se apressar.
Hoje seria a noite memorável daquele show de rock que iriam juntos.
(E em pensar, que tudo começou, com um simples, mas intenso, "olhar"...)






































Lucidez silenciosa.

O tom que grita no meu coração, não tem fim.
A razão se habilita a trair a imaginação.
No meu sonho, o par é real, e a situação é um "sim".
O disabor do despertar, é pior que a fulgaz intuição.
A audição, de que, nada posso planejar, ainda que,
à curtíssimo prazo, me consome.
Não somos merecedores de paixão, de amor, então,
do que seremos feitos e mantidos?
Tanto quanto nos atrae o novo e dificultoso, me quebra,
por dentro, saber, que meu destino duplo foge ao controle,
e que pode morar dentro de uma alma infantil.
Jamais me preparei, para ficar a mercê, de decisões que,
me dizem respeito e podem estar nas mãos de terceiros.
Não consigo conceber que o provébio "querer é poder"
simplesmente, não funcione.
Seria uma esxceção à regra? Talvez.
E agora, lucidez exacerbada, e silênciosa, ultrajada,
tomou conta de mim, e me calou, com um buraco no peito.
E esta pequena dor passa, mas leva tempo.
E talvez só passe, porque eu sei, de algum modo,
que é certo, que temos, um ao outro...

09/11/2010

Fé.

Existe um poder do alto do Cosmos olhando para você...
Existe um ser de luz com imensurável amor, por ti.
Existe sempre uma chance, de escrever novamente quem és.
Para isto é preciso ter em mente, os erros e o que quer consertar.
Existe momento certo, para se resignar e pedir, e depois, receber.
Isto é fé.
Acreditar na existência deste Deus do planeta azul.
Acreditar no amor Dele, por nós.
Acreditar em si mesmo, com plena capacidade de acertar.
Vontade e determinação são fundamentais.
Mas é preciso: crer sem necessariamente, ver.
Olhe com a mesma luz do amor que te envolve.
Alguém que te ama, ora desde cedo, por ti.
Creia. Siga. Não se deixe abater.
Tenha fé e acredite sempre em você.
O otimismo, e perserverança interior, são teus.
Vibrações de amor e saúde, você tem.
Enxergue o amor, se utilize dele.
Seu amor, verdadeiro, jamais te abandonará,
ao revés, rezará por ti, mesmo sem você saber...

01/11/2010

Solidão.


Não é fácil fazer o que é certo, quando o que é certo vai de encontro ao que é ético, porém, destoa de nossos íntimos anseios e expectativas emocionais.
O que seria dos seres humanos se todos resolvessem deixar a vida para trás, e correr atrás de sonhos passionais sem pensar nas consequências?
Quando se ama de verdade, de forma incondicional, não se é egoísta, se repensa a vida, se pensa no próximo e na consequência das atitudes que tomamos.
Só o fato de parar para pensar e, não seguir, desvairadamente os impulsos mais viscerais, já é sinal de amor e de devoção pelo seu próximo.
Amar de verdade, requer uma solidão só tua. Requer desvelo, atitude, e resignação.
Amar de verdade, é abrir mão do seu pássaro azul da felicidade, para que, se ele realmente te pertencer por merecimento e sentimento sólido, ele volte para você, espontaneamente...
Ao revés, paixão é um enorme enmaranhado de fogos de artifícios, uma explosão física do corpo, um desejo incontido do toque, um gemer por dentro que pode até, deixar o corpo febril de tantas chamas, mas que pode ser egoísta, ao ponto de causar danos à alma irreversíveis!
Quando se toca alguém com paixão, se desperta um instinto praticamente animal de abraçá-lo, amá-lo, possuí-lo com integridade na sua essência, uma vontade idêntica ao lobo quando fareja sua presa e corre atrás dela até capturá-la. É o mesmo que dizer: não posso te perder!
Quando se toca alguém com amor, se chora, se trocam emoções, se trocam promessas interiores, sem que o outro saiba. É o mesmo que dizer: não quero ver você sofrer e daria a vida por ti!
Quando se está em um impasse, a solidão vem de encontro ao necessário equilíbrio, para que, se possa meditar, avaliar e consignar o que é melhor não só para si, mas para o seu sagrado bem-querer.
Amor não mata, mas paixão pode destruir.
Solidão acalma e te faz pensar, te deixa centrado, mesmo que tristonho. Solidão é uma auto-cura estritamente necessária à tua alma, quando o teu corpo teima em desalinhar o caminho..
Solidão quer dizer de qualquer modo, reflexão.
Reflexão é a única arma para exterminar qualquer confusão emocional.

26/10/2010

Dejavú.

É um sonho de um futuro ou, a lembrança nítida de um momento presente.
É um revival de um passado já vivido e enterrado, no fundo da mente.
É um elo perigoso, uma pegada na maçaneta emotiva, uma abertura de portas sensoriais extremas.
É lembrar de eventos reais como se fossem lúdicos, ou mágicos como se fossem normais.
É ter dentro dos ouvidos, o eco de um afeto correspondido desde sempre com o olhar.
É sentir sem o toque, é ver sem os olhos, é beijar sem os lábios mexer.
É um aperto, por dentro do estômago, um relâmpago, um choque térmico.
É um exato reconhecimento de almas significativas entre si.
É uma dor desconhecida de origem.
É uma urgência vibracional no abraço.
É um compasso vital comprometido nas batidas do coração.
É estar perto, sem estar ao menos, presente.
É uma explosão suspirada de afeto,
um nó na garganta sem poder chorar.
É te reconhecer pelo encontro do olhar.
É não querer cerrar os olhos diante de você.
É querer despertar do êxtase, sem poder.
É a distância de doer, para evitar sofrer.

24/10/2010

Saudades.

Conversas de valor são para pessoas preparadas, extremamente sensíveis ao espiritual, e de ponta.
Conversas onde se obtém força pelas palavras articuladas, de onde se provêm apoio.
Afagos verbais "eu quero ver você feliz" "se cuida" "não te quero ver triste", "estou contigo e não abro".
O porto seguro afetivo, uma vez perdi, por acreditar em alguém do qual ouvi "o amor é o melhor colchão para você cair". Depende. Se existe um furo neste colchão, ele vaza. Se não existe reciprocidade nas relações elas morrem. Se só um procura o outro, não se mantêm juntos, os dois, no mesmo ideal emocional e afetivo.
Saudade é a única sobrevivente do planeta sentimento.
Para que você sinta saudade, não é preciso que o outro a sinta por ti. Ou no seu lugar.
Não é preciso, que você escute do outro o mesmo afeto.
Nem é preciso que, ele te faça assinar um contrato, com data e prazo de validade, para que você pense nele!
Eu sinto saudade, das conversas de valor com algumas pessoas. Dos mestres que muito me ensinaram, dos mais jovens amigos que eu, que me ensinaram outras perspectivas de ver a vida.
Dos meus irmãos soltos no mundo e muitas vezes, distantes demais de mim.
Sinto saudades de alguns afetos que tive, pelos bons momentos que proporcionamos um ao outro.
Sinto saudades de amizades que se foram, ou porque deixaram o planeta, ou porque viajaram e tudo mudou nas rotinas dos nossos círculos.
Sinto saudades da infância, repleta de amigos infantis e alegres, saudades por vezes, de ser mais inocente do que sou agora e, por sofrer bem menos, pela exata falta de conhecimento de que, o mundo, não é tão cor-de-rosa.
Não sinto saudades de sofrimento, mas, inevitável esquecer, de pessoas que um dia nos fizeram sofrer, porque no afeto, tanto para o bem, quanto para o mal, as marcas vêm e ficam.
Hoje tive duas conversas de certo valor, ambas afetivas. Uma soberba, outra humilde.
A humildade sincera, me fez viajar. Saudades. De um tempo que ainda não tive. Nuances eu diria bem surreais para se tornarem verdade, a não ser que passado já fossem...
Gostaria de poder deixar saudades positivas por todos onde eu passar, e jamais deixar nos outros, as saudades tristes que percebi no meu dia, devido a soberba disfarçada.
O interessante, é que as saudades saltitantes de uma conversa de valor, sublimaram a outra que foi triste.
O interessante, é que eu não faço outra coisa, senão pensar no ser iluminado e incandescente autor desta obra de arte em meu pensamento, pois algumas palavras que ouvi, ecoam com tanta gana, tanta verdade, que conseguiram se infiltrar em mim.
Estes verbetes foneticamente alinhados, me arrepiaram, me desconcertaram e me fizeram parar para escrever. Em suma: é muito me manter inspirada, graças a você!
Estes fertilizantes sensoriais intrigam, mas adoçam a minha vida.
Estas atitudes de bem querer, me fortalecem. Anestesiam algumas dores do percurso.
E por outro lado, as saudades agora estão muito mais potencializadas...eis o dilema.

22/10/2010

Evidências.

Os olhos que a seguem quando ela caminha.
A voz que muda quando o discurso é com ela...
O "tom" que ele sobe, como se sussurrasse em seu ouvido.
O dengo na expressão facial, como se ele quisesse afago.
A cabeça que balança como se ele, precisasse, de cafuné.
A mira ocular que foca de frente, olhando sob os panos dela.
O caminhar firme, que revela impulsividade masculina.
O sorriso que se abre, quando ela entra no mesmo ambiente.
As mãos dele, que disfarçam, com objetos diversos, o que não podem tocar,
mas almejam com veemência...
Os encontros "por acaso", nos bastidores.
As mensagens através de tecnologia recente...
Os mimos, ainda que, virtuais.
As frases soltas, não por acaso, mas naturais...
Os valorosos abraços, os quais a arrepiam por dentro.
O encostar dele, nos ombros dela, que "paralisam"
(e que talvez "ele" não saiba!)
O uso das cores que, ela mais aprecia, nas vestes que ele usa.
A amizade eternamente disponível.
A agonia, que se enxerga na alma sensível, não correspondida.
A libido exarcebada, intensa, voluptuosa que ela nota.
A tímida expressão quando, ele fala, de sentimentos como quem não quer nada,
mas que na verdade, quer TUDO.
As confidências de feitos antigos, amorosos, em tese, para enciumar...
A disposição para a acompanhar onde ela precisar.
As mudanças de horários para se fazer presente, a ela.
As melodias, as figuras, que ela mais gosta, que aparecem do nada...
As músicas que a emocionam, e que ele causalmente, mostra...
A cumplicidade nas trocas de comunicação que só eles sabem.
O decifrar de enigmas, por ela criados.
As fugas que ela comete de certos assuntos, e que ele sempre sabe...
As lágrimas compactadas por nós na garganta, que ele precisa desabafar, só com ela.
O cheiro, que ele vislumbra aspirar aromaticamente em seus cabelos...
O modo como age em grupo, onde ela também está.
Todas as insônias compartilhadas, à distância.
O ápice de prazer nunca antes realizado, mas presente ludicamente, nos sonhos...
Os toques sutis de seus dedos que a entorpecem.
O beijo de despedida, que enseja um começo.
O som da respiração próxima, que a silência.
O adeus, que excita e desconcerta.
A ausência de sossego na mente sublimada.

21/10/2010

A verdade é "over", mas sempre aparece.

A verdade pode doer, mas não tem como escondê-la.
A mentira pode se mascarar mas não poderá ser mantida.
A verdade pode estar "over" hoje em dia, mas não exterminada.
A verdade sempre aparece.

20/10/2010

Insônia! Já prá cama!

E quando percebi, a esfera prata, totalmente estava brilhante.
Noite particularmente bonita esta.
Oportunidade perfeita para a insônia que não quer se despedir.
Foi uma tarefa e tanto. Dever cumprido. Um bom começo? Chego a duvidar.
Quando penso que tudo está bem, na realidade não está.
Prevejo caos onde há silêncio, prevejo paz onde há desordem.
Ouço "perpicaz".
Quase perco a paciência, se não fosse a tristeza pequena de notar, que erroneamente, me julgaram.
Um equívoco com as cores? Memória cabotina, mantive letra e vogal e troquei o conteúdo interno.
Quis passar desapercebida e não passei.
Quis não prestar a atenção mas prestei.
Quis puxar outro assunto, relutei.
Também que olhos de lince você tem!
"É para te ver melhor "dindazinha".
E depois? Um dia, um adeus?
- Insônia! Já prá cama! E ponha seu pijama!

19/10/2010

Água com gás.

As pessoas têm suas convicções até no ato de decidir tomar ou não, água com gás.
Jovens que pensam serem idealistas e querem mudar o mundo. Nem dão conta de manterem suas vidas arrumadas é fato. E se dizem grandes conhecedores de tudo. Ainda têm muito o que aprender.
Outros homens, políticos natos, com bastante envergadura por vezes, também cometem "enganos".
Quem toma decisões todo dia está mais que acostumado: ter paciência. E paciência não se vende em cápsula, não se toma em doses, mas, se adquire, de tanto que, a impaciência um dia tomou peso e feriu.
A impaciência é um vício sem retorno, um desgaste sem custo benefício, uma imensurável perda para quem comete e ainda mais para quem recebe.
Dizem que só o amor acalma, mas, o zelo e contentamento pelo bem-estar de alguem, é um potente anestésico calmante e pasme: sem contra-índicação!
Pois é. Apenas por isto que certos reencontros acontecem.
Não por memória afetiva. Não por espera de revanche ou vanglorismo.
Ou por lembrança de datas (lembro quase todas - 17 de junho, 30 de junho, 09 de julho, 26 de agosto, 05 de setembro...30 de novembro, 09 de janeiro, 28 de abril, 26 de janeiro e algum dia em outubro? risos).
Os reencontros que soam bem no ouvido e são visivelmente positivos na alma, acontecem porque pessoas importantes têm ainda que magoando a outra antes, o direito explícito de, se admitirem falhas e pedirem desculpas.
Os reencontros, ao contrário do que muitos dizem, não acontecem por uma questão de jogo, manipulação ou vingança. É um restauro necessário à amizade. É uma nova roupa de algo que já foi mais do que isto, mas por conta de vestir uma enorme capa de decepção, se resume a admiração e respeito.
Por isto este noite, especial e simples, onde um copo de água com gás pode ter sido um sinal de quebra de paradigma (ainda que seja apenas do "não gosto" para "não gostava"), mesmo que inodoro e insípido, foi um rito de passagem importante e único.
Apenas por isto estivemos lá. E apenas, por simplesmente haver um minúsculo sinal de respeito é que ficamos lá.
A amizade se resgatará com muito tempo e um enorme regador de atitudes. Uma chuva de boas conversas. As quais serão tranquilas e fluirão naturalmente. Não tendo necessariamente, nada a haver com paixões viscerais. Somente com muita mas muita A-T-I-T-U-D-E.
Momentos que se seguirão, onde provável que o surreal esteja presente, mas onde, o desejo e volúpia não exatamente tomem frente ou partido.
Experiências novas, pelo contato retomado. Basta querer. É só acreditar e ter a "paciência".
Nada demais, tudo agora está no seu lugar. Sem vícios, ironias ou injúrias.
A perspectiva engraçada que faz a fantasia ceder à realidade, é que, neste evento, é você quem finalmente paga o café e muda de opinião sobre seus gostos. Sou eu quem recebo o abraço, e você que sorri contente.
Mudanças. As que foram, as que estão e as que virão.
Só faltaram mesmo taças cheias de vinho para um brinde de acordo.
Só faltou olhar nos olhos com total atenção.
Tim tim.

18/10/2010

The gift.


Woman with uppercase W, or M in portuguese, if you want

Angelic face, with blue eyes shinning at a pale skin and golden hair curly

Laughter always open into your fleshy lips

Kiss and friendly hug and full of tenderness, however serious and professional

Your mysterious tattoos make the male imaginary run

Red roses essence gives off of your skin

In your beautiful hills dotted with stars

At the other curves of your body any fool would want to be

Conto de fadas moderno.

O desencontro marcado.
A divertida noite descrente.
O "bolo" inocente.
A voz insinuante no dia seguinte.
Os olhos brilhando naquela festa.
O trote que era verdade.
A encarada que abalou o coração.
O selinho que parecia combinado,
mas que foi improviso.
A voz que não saia mais.
O aceno ensaiado, porém nervoso.
O vinho tinto compartilhado.
Os chocolates escondidos.
A "peça" de lingerie que não foi usada.
O dia mais que marcante.
O inconformismo diante dos fatos.
O entusiamo de adolescente.
O ficar descalça.
O par de dança.
A realidade dos fatos.
A amizade à perder de vista.
A primeira ligação confundida.
A inesperada aparição.
A amizade sublimando paixão.
As terceiras intenções.
A primeira vez a sós.
A entrega.
O fascínio.
As rosas tão vermelhas.
A saudade do que não se teve.
Os pretextos para reencontrar.
Os amigos cupidos.
As declarações de fato e de direito.
Outras festas e olhares.
Os arrependimentos.
A quebra da situação.
A cumplicidade à distância.
A perda da razão.
O ciúmes de outras companhias.
O primeiro presente.
A decepção instalada.
A preocupação com as lágrimas.
A urgência do aroma, da pele.
Os enredos com orixás.
As visitas inusitadas.
Os encontros suspeitos.
A presença comportada.
A raiva da ausência.
O retorno, ainda que, relutante.
As comemorações.
Os olhos sentindo
o que o coração não deveria...
A conversa franca.
O almoço decisivo.
O convite que surpreendeu.
Os sapatos de veludo.
As deliciosas horas.
Os aromas perfeitos.
O cândido olhar.
As taças de sorvetes.
O segundo tempo.
O novo passeio.
A revelação que doeu.
A perda da alegria.
A mágica esvaida.
A perda da graça.

15/10/2010

Os artistas.

Pessoas comuns, dotadas de experiência, acadêmica ou executiva, têm muitas vezes, veia de artista. Como pode ser isto? Alguns são artistas de picadeiro e fazem de suas aparições, em sala, verdadeira arte de ensinar, através de uma aula “show” que contagia os ouvintes e os mantêm bem acordados.

Alguns, por outro lado, são artistas de televisão, daqueles que precisam decorar seus papéis com antecedência, e também de luzes fortes, holofotes e microfones por perto, pois cada artista tem sua peculiaridade, sem desabonos.

Ainda existem aquelas pessoas que, muitas vezes ficam nos bastidores, árduos pesquisadores do ensino, passam noites acordados produzindo seus papéis de teses e dissertações e suas pesquisas científicas, deixando a família de lado, para em uma data específica, como um apresentador, passar por uma banca que decidirá se elas estão aptas a obterem a famosa titulação que as levará ao grau máximo dentro da profissão.

Outras pessoas, não são da televisão, nem do circo, nem dos bastidores, mas usam a mesma arte cênica para encantar seus pupilos, com a percepção do saber, contando experiências de vida, misturadas a interação destes, em verdadeira conferência teatral para ensinar. Poucas vezes, improvisam aulas, baseadas na sua vasta experiência profissional.

Todos os artistas de diferentes trupes têm algo em comum: Querer passar adiante o conhecimento. Querem contaminar mentes diferentes, mais jovens ou mais senis, com o saber, por alguma razão, mágica vontade de multiplicar um pouco do que sabem ou do que adquiriram, para formar profissionais, ou ao menos, colaborar no conteúdo desta formação.

Eles têm a mesma alma livre: eles sonham. Mas também precisam de alimento, renda, família, teto, aconchego, de férias, cuidar da voz, da alergia ao giz, da tendinite, da bronquite, e muitas vezes, no final da noite de trabalho, trocariam qualquer massagista oriental apenas, por uma boa xícara de café. Ou qualquer prova para corrigir, para ficar com seus filhos no colo, se fosse possível.

Vida de artista é conto de fadas? No “foram felizes para sempre?” Temos artistas do saber, que viúvam, outros, que jamais se casam, que namoram, que viajam a trabalho, ou até, se separam, pois, ser “professor” exige tempo e dedicação, o que, muitas vezes é quase que impossível de conciliar com as expectativas de seus companheiros.

Os docentes são artistas não porque ensinar é uma brincadeira de circo ou televisiva, mas sim porque a arte de driblar sono, cansaço, pouco dinheiro, problemas familiares, discordâncias acadêmicas, “by pass” de companheiros de trabalho, torna-se verdadeiro ritual diário e exige, do artista, malabarismo mental e jogo de cintura emocional.

O docente, seja do público, privado, seja do ensino médio, ou da graduação, tem que ter sorriso no rosto, roupa decente, saúde de ferro e muita cultura geral diária para enfrentar o seu cliente, e não perecer por engano da crítica aos olhos de seus alunos. Tem que parecer intocável sem ser, mostrar que também é gente, mortal comum que faz supermercado, que ri no cinema, que chora ao se emocionar, mas, que dentro da sala ainda é o líder capaz de influenciar positivamente, a quem ensina e que é exclusivamente, dono de algo que seus alunos ainda não completaram totalmente: informação.

E muitas vezes faz isto sem o reconhecimento financeiro adequado. E quantas vezes torna real projeto aos seus alunos, sem ao menos ser notado? Ou reconhecido? È uma profissão bonita, digna, mas cheia de vaidades, ainda, da maioria do grupo. E apesar disto, o docente tem uma fé, que vai contagiar seus alunos impecavelmente. Sendo ele o homenageado ou não na colação, ele fez sua parte.

Não é preciso seu nome em destaque, o que basta a este artista, é que, um ao menos, de uma gama de seus alunos, lhe agradeça ao final de um período, por algo que tenha sido assimilado ou modificado sua vida. Papel cumprido. Ano letivo encerrado, férias a vista, e eis que surge novamente o próximo período?

O artista se alimenta do seu trabalho, e assim reage, em um domingo a noite, onde diante da tv percebe algo que poderá ser usado em sala, ou diante de seu lazer tira uma revista do salão de beleza onde está, para recortar aquela matéria, ou que já acorda pensando qual será o “case” que aplicará para a próxima turma. Um constante observador do cotidiano, e usuário deste, faz suas encantadoras aulas, da melhor forma possível, ainda que não agrade a todos.

Este artista não precisa apenas de um roteiro. Ele precisa de vontade de ensinar o que aprendeu.

Salvem a todos os artistas, docentes que ainda mantém viva a chama desta atitude!

FELIZ DIA DO PROFESSOR.

14/10/2010

Justiça & mérito.

A justiça dos homens é manipulada. A Divina, jamais.
A conquista de mérito humano é caminho que, muitas vezes, alguns sobrepõem aqueles que realmente merecem.
No mérito espiritual, ímpossível a verdade não aparecer.
Sorrisos são lançados a você. Seus trajes e calçados elogiados, enquanto que, pelas tuas mesmas costas, existe traição, troca de favores. E injúrias, calúnias.
Nos olhos do Criador, nada passa, só fica no lugar de destaque, quem merece.
Quem não merece, terá o retorno, tal qual a lei da ação e reação.
Seus esforços próprios são aproveitados e usados em nome de quem nem sequer se mexeu? Seus louros laborais são roubados ou escondidos publicamente?
Não se preocupe. Tudo isto será visto, e você, será recompensado ao final.
As lágrimas que um dia fizeram você derramar, serão gotas de sangue a menos, dentro do organismo ainda vivo, mas mortalmente morimbundo de quem pensa que te passou a perna e venceu.
No ápice do sucesso, aquelas pessoas fingidas, que realmente não se importam, estarão, ao redor destas vencedoras temporárias, malfeitosos seres, sorrindo, batendo taças.
No primeiro sinal de quebra, na primeira hipótese de ruína, poucos ficarão ao lado, tudo que sobrará, na falência destas falsas almas, será inimizade e indiferença.
Quem faz o certo só pode colher triunfo, ainda que seja demorada a colheita.
Quem comete hipocrisia, abuso de poder, ficará no final , abaixo do solo.
No solo só há lugar para virtuosos. No patamar, só há lugar para virtuosos e dotados de compaixão.
Abaixo do solo? É o podre de espírito, o ausente de caráter. A dissimulada.
O mérito pode ser aprisionado e modificado, mas a autoria original de benfeitorias que vêm de dentro do coração, jamais será sublimada.
Justiça! E saúde para trabalhar.
Fé e deteminação avisam quem eu sou, meu potencial e meu lugar.
E o que é meu, a mim, retornará por puro mérito.
Às falsas amizades e sorrisos mentirosos: a queda livre no abismo da prepotência. O extermínio social.
Aos honestos, nada faltará. Aos verdadeiros amigos, vida longa e próspera, repleta de alegrias e momentos auspiciosos. E assim será.



12/10/2010

Não.

Não, não subestime. Será banido e  surpreendido.
Não, não pode enfiar a faca no peito de alguém, fazer o corpo sangrar e sair ileso.
Não, não pode rir pelas costas de quem te preza, e abraçar quem você traiu, sem ser ao menos culpado.
Não, não pode achar que todos são manipuláveis e controlados por você com palavras doces.
Não, não podia ter feito isto, aliás, NÃO PRECISAVA.
Não, não se faça de vítima, quando quem começou o ataque foi você.
Não, nunca mais os olhos verão isto. Nunca mais o coração vai balançar desta maneira.
Não,  não por ti.

01/10/2010

Assistência e preferência.

Uma excelente frase hoje:
"Quem não dá assistência, perde a preferência, abre a concorrência e sofre a consequência."
Muito mais que uma rima, é a mais pura verdade, em qualquer que seja a situação.
Nem é preciso explicar mais nada, a assertiva é muito clara.

28/09/2010

Limelight.

Vidas que se acabam a sorrir. Luzes que se apagam, nada mais. É sonhar em vão tentar aos outros iludir se o que se foi pra nós não voltará jamais! Para que chorar o que passou? Lamentar perdidas ilusões?
Se o ideal que sempre nos acalentou renascerá em outros corações?

"Música"


"Sonhei nós dois dançando no meio de um salão.
De repente não mais te vi, senti só solidão.
O encanto foi embora e assustado acordei.
Tentei dormir outra vez, mas o sonho se perdeu.
Quero sonhar com você e não quero esquecer
Num segundo, num instante, eu não quero te perder.
Eu não sofro sem motivo, mas a verdade dói demais.
A distância nos separa, minh´alma não tem paz!
E os tristes personagens de um romance sem amor
Quero fechar meus olhos outra vez,
prá sentir tudo de novo."

A verdade, como a vida sempre foi.

Quem não tem envergadura para seguir o caminho que não dê, o primeiro passo.
Quem não pode oferecer a água, não pode exigir a chuva.
Quem tem um leque de opções não pode exigir, prioridade.
Quem quer exclusividade, deve no mínimo, ter o mesmo para fornecer.
A fala coordenada facilita a compreensão. Mas somente a atitude firme que prova a intenção.
Provas cabais, nos relacionamentos, são os tratamentos entre os envolvidos, os planejamentos de futuros recentes e as demonstrações de afeto em público.
Uma parceria em crise não planeja nada ao futuro. Ao contrário, disseca a convivência ao ponto de dissolvê-la, para que seja feito o melhor para cada um da trupe, sem maiores prejuízos.
Um bom exemplo seria a publicidade. Uma empresa não mandaria fazer cartões de saudações natalinas com os nomes dos sócios em setembro, se a idéia principal destes, fosse dissolver a sociedade desde agosto. Ai mora a controvérsia. Ou, a mentira!
Só hipócritas erguem taças e brindam a falência de uma organização, se fazem parte dela.
Falar é algo simplista. Aplicar o mesmo discurso e agir conforme, é tarefa difícil para muitos.
E quando se fala a verdade, quando se é duramente crítico, se é julgado, condenado e encarcerado!
Não deveria ser assim.
O tempo é nosso amigo, não nosso carrasco. Quem precisa mais dele para agir do que a ação de dentro de si, não tem de fato, a intenção.
Sócios não são obrigados a permanecerem na empresa, se insatisfeitos, do mesmo modo que, cada pessoa não é obrigada a se manter no vínculo que tem, se não houver motivos emocionais.
É como sexo sem liga, sermão de missa sem paroquiano. É como beijar sem sentir nada e como assinar contrato de trabalho sem querer de fato, vestir a camisa da empresa. Não tem o menor sentido.
Bom senso, ou se tem, ou não se terá. Esperar que ele nasça de um dia para o outro, é perder tempo,
aliás, preciosas horas, desgastadas em conversas e promessas fincadas na areia. O mar, vem até a areia e a modifica tanto quanto bate na rocha, e a desenha.
Decisões são personalísticas. Exclusivas de cada indivíduo, tal qual o livre arbítrio, parceiro do destino.
Ninguém pode comprar uma empresa que não está a venda só porque tem a verba para.
Ninguém pode se dedicar a um projeto se não fizer, parte da equipe.
Ninguém pode ser exclusivo intimamente, de outro, se a recíproca não for totalmente verdadeira.
A verdade, como sempre foi, é grandiosa, forte, firme, imbatível, moça de poucos amigos e lépida como um coelho.
A mentira é anã. E fácil de alcançar. Como um caramujo em seu caracol. Pequeno, é fácil de observar, mesmo de longe...
Quem está de luto não brinda, a morte.

22/09/2010

RETSIS DEVOL

Came with the moon full of prier, feelings and good will.
Take care of your carreer, spirit and material life.
He makes the rest, cause He is the Godfather ever place you stay.
Trust in you, the focus is your home´s lesson.
Try, be confiant. Be strong. You have the major thing to win: ODARA.
And you ever have me by your side. Forever.
The road is hard, but is worst if you don´t give the first step.
Wake up your mind.
See the moon scarlet eyes of your dreams...
See the sun rising, shinning your mind...
And I will be there to you.

Confiança.

É a palavra chave de amizade, cooperativismo e parceria.
Cumplicidade que, quando é distorcida, jamais retorna ao que era.
Cristal, que quando se quebra, não é devolvido ao formato original.
A minha hoje, em relação a determinado assunto profissional, se quebrou.
Não era doce, era honesta, mas se extinguiu. E arcar com o peso desta perda, leva tempo.
Acredito na impessoalidade de processos, mas não acredito na cópia desleal de projetos.
Acredito na criatividade, mas não na parceria monopolizadora.
Acredito no sucesso, mas não `a custa de apagar o brilho do teu próximo.
A posse do capital intelectual não existe, mas o anúncio de sua utilização, deveria existir.
É tão simples, bastaria dizer: aquela sua receita, resolvi usar no meu banquete e deu certo.
Mas nem tudo na vida é como se espera, pois as pessoas não são mesmo iguais a nós.
As pessoas realmente lá no fundo, tem algo de egoísta muitas vezes, que destoa do olhar.
Apesar disto, ainda aprecio inovar do que simplesmente, plagiar.
Copiar idéias pode levar você ao topo. Mas não é o que te manterá lá.

20/09/2010

Fibra de vencedor.

É empenho nas ações, ainda que demoradamente.
É atitude no dia a dia.
É enxergar futuro, ainda que distante.
É ser obstinado constantemente, diante de um categórico não.
É ver para crer, até a última imagem.
É querer "chocar" alguém no bom sentido, com uma ação.
É se fazer marcar tão fundo como tatuagem, ainda que discretamente.
É rir quando se quer chorar. É meditar.
É ser amplamente amigo, quando não se pode ser mais no momento.
É ajudar, sem ser solicitado, e ter humildade de fingir que nada fez.
É presentear com os olhos, é sorrir com o coração.
É lutar mentalmente, antes de partir para qualquer outra estratégia.
É persistir, ainda que sem a menor chance, porque sabe onde vai chegar.
É provocar sorrisos, ainda que de longe.
É deixar o aroma de sua presença encantadora.
É ser grande e parecer menor, do que é.
É acima de tudo, vencer as próprias barreiras.
É ser idealizador de novos sucessos.
É consultar oráculos e qualquer outro instrumento que te ajude a nortear.
É ser companheiro, ainda que por telefone.
É não desistir, ainda que esteja em momento dificultoso.
É ser habilidoso e criar momentos especiais.
É você.

10/09/2010

Certos mimos.

Uma simples "mimo" pode mudar o humor,
pode acariciar as tristezas e amenizar angústias internas.
Ontem um problema, de injúria no trabalho, hoje, esta recompensa.
Ontem uma descoberta de falsidade profissional, hoje, este presente.
Sensibilidade exarcebada, voracidade de um touro, e perspicácia.
Eu realmente fiquei feliz. E agradeço.
As flores cairam bem demais hoje.

24/08/2010

Engano.

É uma escolha em perspectiva onde o olhar não está em 3d.

É quando você pousa o silêncio do seu coração em alguém que não te vê.

É quando a voz que sussurra enfraquece seu ouvido e você se deixa levar.

É a outra face, que estava escondida sob uma máscara que não caiu a tempo da decisão...

É negar, que algumas pessoas ainda conseguem ter a chance de rapidamente, nos magoarem.

É querer ansiosamente, desconfirmar, que o sentimento aflorou só em um ser.

É buscar um refúgio que não existe, lembrando mentalmente de toda a memória recente.

É tudo o que ficou de mãos dadas com uma decepção que está de férias.

É uma dor, que demora a passar, e que causa danos na alma como a soda cáustica causa na matéria.

É um período dolorido, mas felizmente com prazo para acabar...

19/08/2010

Olhos de ébano.

O fato é que gostei dos olhos de ébano,
desde a primeira vez que os vi.
Desconversas a parte, sinalizaram energia.
Deixemos as coisas fluirem, embora, só o rio "flua".
Me intriga o que guardas, não o que escondes.
Pois o que escondes, com o tempo me abrirás as portas,
mas o que guardas, manterás à sete chaves contigo.
Situação ímpar, olhos nos olhos, sem direito saber o que dizer.
Eu que havia me prometido reclusão e silêncio por causa de afeto,
você que desde sempre aparentava indiferença.
A idade é esta, mas a sensação "na luz Divina",
era mesmo de dois adolescentes.
Tolices. Pensamentos talvez profanos, ou "sagrados".
Nem oração, nem promessa, apenas compromisso.
Acordo é acordo e não pode ser desfeito sem prévia ciência.
A partir de agora toda voz tem som diferente de antes.
Distantes, porém equilibradamente conectados.
A vontade é apenas viajar, sumir.
O tempo longe será precioso e importante.
Espero os mesmos olhos sem perderem o viço.
O que desatina não seja maior que o que conforta.
Porque tudo o que conforta, acalma, põe ordem,
e o que desatina, é bom, mas gera desordem.

09/08/2010

Perdas inacreditáveis

Onde vocês estiverem agora em formato alma e luz, sabem o quanto representam na minha vida.
É com pesar que lamento demais, que grito por dentro um som inexplicavelmente alto: porque tiveram que partir? Porque não poderiam nos dar o privilégio de mais tempo aqui?
Sei, a hora de outras missões chegou, e vocês tiveram que se reunir em outro plano para talvez organizar melhor contabilmente o plano de contas Divino.
Quero somente agradecer a vocês dois, que além de mestres, referências profissionais, ex-chefe são sinceramente, minha família de coração.
Antônio Lopes de Sá: meu avô virtual ao qual sempre me apoiava, desde o primeiro contato em 1999.
Ynel Alves de Camargo, mente brilhante, pai, avô, chefe, professor, mestre que sempre admirei e amei como pessoa.
Sentirei falta de vocês demais (já sinto!)
A ciência contábil jamais será a mesma sem vocês dois aqui no planeta em forma humana.
Mas certamente, o outro plano celeste estará muito mais brilhante agora...
Para vossas famílias: motumbá asé!

16/07/2010

Pontos de apoio.

Pontos de apoio, são amigos, que cuidam de ti, quando é necessário.
São pessoas ouvintes, que hora podem te criticar se você age contra si mesmo,
ou te carregar emocionalmente no colo se preciso. Ou te levar para cima.
Meus pontos de apoio:
- Kátia Regina Cardoso
- Rosely Aguiar de Pinho Vieira
- Caroline Ribeiro de Borja Oliveira
- Sandra Sofia Lopes Freire Rodrigues
- Claudia Andrea F. Costa
- Rosimeire Ayres
- Eliane Cristina Ferreira Esteves
- Analia Neves Carneiro
- Luciene Schmit Boni
- Fernando Camargo Ribeiro
- Marcelo Di Zacri
- Simone Moreno
- Heraldo Márcio de Aguiar
- Davi Correa
- Elizabeth Pires
- Déborah Coimbra
- Florinda Emília Lopes
- Ioli
- Benjamin
- Lilian Marques
- Nilton Dias da Silva
- Denise Scherer
- Cleyton da Silva Jorge
- Marcelo Alexandre Fonseca
Vida longa para eles.
Obrigado!

29/06/2010

الكسندر ماركوس

16/06/2009:
"Não gostaria que pensasse mal de mim, sou uma pessoa cheia de virtudes e defeitos. Às vezes, nos deparamos com pessoas bem diferentes da gente, sabendo que podemos mudar nosso jeito de viver e enfrentar nossa vida com elas, mas acabamos desperdiçando estas chances por não admitirmos nossos erros. Foi muito bom conhecer você, apesar de não ter dado a chance para ir mais a fundo. Enfim, a vida passa e a gente acaba convivendo com nossos erros. Um beijão e fique na companhia de Deus"
15/06/2010:
"Sem comentários. Cada um para o seu lado. Seja feliz do seu jeito que eu serei do meu."

24/06/2010

É melhor...

...Esquecer algumas imagens, quando a lembrança do desfecho não te traz sorrisos.
...Permanecer a sós consigo, quando você em meio a multidão, não se sente acompanhado.
...Viajar, para acrescentar novas experiências visuais e culturais, quando a rotina toma conta.
...Acreditar, que tudo que sonha pode se realizar, mesmo que alguém tente destruir sua crença.
...Silenciar, quando os olhos encontram o que o coração procura, mas o "achado" foge...
...Tentar sorrir, mesmo que no íntimo esteja chorando.
...Escrever, e colocar para fora o que está dentro, que fere.
...Manter a fé, que se perdida em alguém, seja em você mesmo.
...Continuar a querer bem, mesmo de longe.
...Se doar, não importando ao que, desde que seja de coração.
...Entregar-se sem reservas, quando o que sente é amor.
...Se preservar, para não perecer por falta de zelo.
...Amar incondicionalmente, sem arrependimentos.
...Viver o momento, sem expectativas.
...Aprender com o sofrimento, e não cometer o mesmo novamente.
...Crer que querer é poder.

20/06/2010

Entre outras coisas.

"...entre outras coisas ele perdeu...poder olhar fundo no azul de seus olhos...ver o céu brilhante...
além de uma chuva de estrelas que se desenha sobre o seu colo.
e pelo que pude perceber uma mulher de verdade...
fêmea na sua essência... fogosa...criativa...faminta.
Tem cara que é bobo, fazer o que!?
Ele perdeu a chance de se perder nas suas curvas...
de beijar seus pés, agradecer pela sua presença...
mas cada um é cada um.
Ele teve a chance de ficar treze horas contigo...
porém não soube que treze horas não foram suficientes para te beijar inteira."
Suspirou, assinou aquela carta, colocou no envelope e a remeteu, logo em seguida.
Olhou para o céu, sorriu.
Bela noite noroeste se aproximava.

17/06/2010

No fear.

Eu só me arrependo daquilo que eu ainda não fiz.
Fora isto, está tudo bem por dentro, pois faço exatamente sem reservas o que eu escolho.
As atitudes são repentinas ou não, pouco importa, desde que sejam autenticamente minhas.
No fear. Hoje, agora, ontem e amanhã.
Porque viver é isto: se entregar ao desconhecido todos os dias. Mas sem passar por cima dos semelhantes. Sem cultuar discórdias ou perpetuar máculas.
Nada do que já foi será novamente igual, ao que já foi um dia (isto é uma letra de música, mas também constatação importante.)
Espero que as pessoas cada vez mais vivam "no fear", até que se encontrem de verdade em tudo o que realizam.
Pois somos todos filhos Dele, e o Pai que ama não quer ver seus filhos sofrerem.
Porém, sabiamente, nos entrega o livre arbítrio no sopro de nossas vidas.
As escolhas, são sempre nossas.
Somos seres dotados de luz desde que nascemos, mas são nossas atitudes que nos obscurecem, nada mais.
Eu escolho brilhar por dentro e para os outros.
Posso clarear seu dia, mas não posso acender sua chama interior.
Posso te fazer exergar o brilho, mas não cabe a mim sozinha manter acesa sua própria luz.
Isto é você quem escolhe.
E se escolher se esconder em um quarto escuro e em sono prolongado, eu apenas irei lamentar.

05/06/2010

O grande coração.



O grande coração sabe quando erra, sabe reconhecer que falhou.
O grande coração sabe sorrir com os olhos, emocionar quem encara.
O grande coração em silêncio, consegue expressar sentimentos bons.
O grande coração, proporciona carinho a quem gosta, pega no colo...
O grande coração é tão grande, e pertence a uma alma bonita de sentir.
O grande coração agora está ao meu lado e assim, me sinto bem, novamente.
O grande coração é atleta de Deus, transmissor de boas venturas.
O grande coração tem bom humor, e me faz sorrir.
O grande coração é ternura, zelo e paixão ao mesmo tempo, me faz entorpecer...
O grande coração é responsável, cuidadoso com seus horários.
O grande coração não mais promete, tem atitude e cumpre.
O grande coração sabe compartilhar pensamentos e respeitar os meus.
O grande coração é nobre nas ações. É extremamente educado.
O grande coração estava só, mas encontrou um modo de mudar isto.
O grande coração tem dois nomes e um pensameento: ser feliz.
O grande coração é amigo; sabe ouvir e agora, aprendeu a falar de si.
O grande coração tem um outra missão: manter o meu, um pouco maior.
Lamentável que não tenha sido assim.

28/05/2010

Atitude muda tudo.

Sair da zona de conforto.
Não ter melindres.
Ser profissional.
Ser receptivo ao novo.
Não ter preguiça.
Saber ouvir uma crítica.
Buscar a solução do problema
e não correr dele.
Lutar.
Saber perder.
Vencer.
Argumentar.
Se superar.
Para bom entendedor,
basta.

27/05/2010

"Repente" - A fumaça que o vício espalha...

(Foi presente, e gostei tanto que guardei aqui)

"A Florista"

A florista vem
Não vende suas flores
Carrega-as consigo
E as dá a quem quiser

Irrigadas pela cor de seus olhos
As flores sempre vivas se oferecem
Somente a quem souber
Tratá-las sem desdém

Flores de mar, flores de pele
Flores de lembranças que nunca houve
Flores de um sonho, flores de amizade
Flores que se entregam com paixão
Flores que não murcharão
Apenas um dia se apagarão

A florista sabe, a florista tem
Suas flores guardadas no coração.

23/05/2010

Uma estrela sobe.




Era uma vez uma brilhante estrela que morava no cosmos, e resolveu visitar o planeta Terra por pura curiosidade!
Pediu a Deus, seu Pai, permissão para mudar de planeta.
Ele, na sua infinita justiça e sabedoria, conversou com a estrela: você vai lá, visitar o planeta azul, mas não poderá ficar muito tempo, pois tens por aqui trabalho importante a realizar, tens irmãos para cuidar como só você sabe.
A estrela, muito avançada espiritualmente, concordou.
Escolheu bem seus pais, e nasceu inusitadamente...
Doce encantadora alma, virou um menino que era amado por todos à sua volta. Foi uma criança bondosa, na escola, tirava sempre os primeiros lugares. Foi um irmão carinhoso.
Tornou-se um belo adolescente, idêntico fisicamente, ao coração e beleza de seu pai terrestre.
Mas, toda estrela ao Céu pertence, e como foi combinado com Deus, ela teve que voltar à dimensão superior a qual pertencia, pois os dias daquele anjo de candura estavam contados por aqui, precisavam dele lá em cima...
E foi assim que ela partiu: na ausência de todos, silenciosamente, que a estrela linda, que aquele anjo Divino nos deixou por aqui...sem alardes, sem sofrimento, no auge da sua juventude, para que guardemos no coração, a imagem de um menino, um campeão de bondade, um verdadeiro espírito de luz que habitou a Terra temporariamente e com certeza, espalhou muito amor.
O pai emocionado, nos pediu aplausos, para homenagear a estrela. E como fomos todos tocados pela emoção, de tamanho ser brilhante, não poderia ser diferente, os aplausos foram poucos diante do que a estrela merecia, mas foram intensos.
Hoje, a estrela mora de novo lá no Céu, e agora, brilha ainda mais perto de Deus.
Quando sentirmos falta deste menino, é só olhar firme para o Céu, que ele nos sorrirá de volta...!

18/05/2010

O golpe.

Foi assim, veio devagar, como em câmera lenta quase se desviando do alvo...
Minha ausência de noção, fez titubear em vão, e aceleradamente utilizei dezenas de palavras.
Tudo o que eu queria era virar avestruz. E esconder a minha cara, bem debaixo da terra para evitar a clareza da decepção que tomou conta de mim pelo "lêdo" engano.
Tudo o que eu não pude dizer e senti. E me pergunto para que isto?
Porque alguns caminhos de cruzam se nem paralelos vão ficar?
O mais engraçado é que o disfarce nem era tão bom assim.
Perito que é perito enxerga através das mínimas palavras.
Ensaios. Deve ser por isto que ainda estou aqui. Ensaiando um papel secundário para galgar sei lá em quanto tempo o de atriz principal.
Vai saber. Um dia será um palco, ou só mesmo uma poltrona vermelha felpuda com uma enorme manta xadrez e o som peculiar das discussões infantis...eu acredito.

14/05/2010

Cumplicidade.

É um olhar refletido em outro.
O leve piscar dos olhos.
É uma meia frase suspirada.
Um abraço leve e tocar de dedos nos ombros...
É sorrir por trás de ti , sem outros verem.
É ser, sem querer, algo a mais, sem perceber.
É ler nos sorrisos, o que os lábios não comentam.
É ouvir, na melodia, que eu canto, a sua voz de fundo.
Uma sinceridade bacana sem precedentes.
Uma emoção leve, mas que pode me abraçar forte.
É ausentar-se e ficar, se for por perto de ti.
É proteger interesses em comum, por "mero" acaso? (risos).
É ler nas entrelinhas o que ainda não foi escrito, mas se sabe que será...
É participar dos bastidores de sua vida, e te fazer um palco exclusivo
É, sem querer, espreitar como andas, sob pretexto de pedir favor a ti;
É poder dizer: gosto de você, sem me preocupar o quanto.
É não desistir, de lutar, de vencer, pois o apoio eu tenho.
É interpretar um filme fulgaz, onde o espectador é você.
É uma nova onda, onde a moda é te manter próximo.
É reinventar alegrias pequenas, só para ter ver sorrindo.
Também é agradecer, por ter você, existente na minha praia...
É fazer poesia na madrugada, sorrindo em palavras para você ler.
É ouvir sua seleçao preferida, como se fosse a minha valsa.
É acordar com saudades, quando o dia longo me desacompanhar de ti.
É não ser "sonho de consumo", e sim realidade.